Make your own free website on Tripod.com

A Grávida

Apresentação
Fotos
Hipertensão, Diabetes, Nutrição e Exercício
Biologia Médica - Biomedicina
Enfarte do Miocárdio
Arterioesclerosis
Doenças Vasculares
Aneurisma
A Grávida
O Coração Esse Órgão Ignorado
O Cérebro
Disfibrilador Implantável
A Terapia da Ressincronização Cardíaca
O Transplante do Coração
A Pericardite
O Edema Agudo do Pulmão
A Anatomia do Coração

Problemas nas extremidades inferiores

 

Os transtornos de tipo cansaço, inquietude, sensação de importência e tensão nas pernas, formigueiro noturno e choques nos joelhos, pés inchados e varizes que aparecem cedem ou aumentam durante a gravidez, costumam ser as queixas "diárias" de uma futura mãe. Estes problemas são especialmente frequentes:

 

1.      Se na família existem antecedentes de doenças venosas.

2.      Se já existia uma doença venosa antes da gravidez.

3.      Se não se trata da primeira gravidez.

4.      Se a mulher grávida passa muito tempo sentada ou de pé.

5.      Se faz pouco desporto ou leva uma vida sedentária.

6.      Em épocas de muito calor.

 

Estas moléstias não supõem só uma limitação do bem-estar da gestante e uma perturbação estética, senão que implicam também possíveis riscos por inflamação das veias patologicamente dilatadas.

 

Existem, por tanto, razões suficientes para tentar prevenir os problemas nas pernas ou para aliviá-las:

 

1.      Porque têm uma evidente repercussão estética.

2.      Porque perturbam notavelmente a sensação de bem-estar na gravidez.

3.      Porque representa risco de inflamações venosas e de tromboses.

 

Que se pode fazer?

 

Qualquer medida que diminua a pressão nas veias, que impeça a paragem do sangue e ajude a transportar o sangue "acima" para o coração, é eficaz.

 

Em geral, a mulher grávida não deveria tomar medicamentos com este fim. Por regra geral, na gravidez há que excluir também as medidas operatórias e/ou os tratamentos esclerosantes.

 

Como pode ser evitado de modo inócuo o estancamento nas pernas?

 

1.      Evitar o mais possível o estar de pé sem mover-se, durante a gravidez.

2.      Não estar sentada demasiado baixa, evitar o borde duro das cadeiras.

3.      Andar muito; passear por terrenos.

4.      A natação é quiçá o melhor desporto para os problemas venosos.

5.      No lugar de trabalho ou se está muito tempo sentada (p.ex. avião, teatro) mover as pernas com frequência activamente, levantar-se um pouco e usar meias de compressão.

6.      Evitar os banhos quentes e a insolação prolongada (os corpos se dilatam ainda mais).

7.      Em dias calorosos ou nos que se fizeram grandes esforços, refrescar activamente as pernas (jorros de água fria, começando pelos pés e seguindo para acima).

8.      Pela noite ou durante as pausas de repouso diárias, elevar ligeiramente as pernas estando em posição cómoda.

9.      Pôr-se, sem falta, todas as manhãs as meias de compressão.

 

As mulheres grávidas que desejam prevenir as varizes ou que já têm problemas nas veias das pernas, têm bons argumentos para levar meias de compressão durante o dia por um período de 9 meses.

 

Na perna se trata de evitar ou diminuir o consequente estancamento do sangue (varizes, inchaços, moléstias).

 

Os efeitos positivos sobre a circulação materna têm uma grande importância também sobre o feto

MUSICA EMOZIONI

Copyrights © 2010-2014. Coracao. All rights reserved.